Produtos esfoliantes podem agredir o meio ambiente

Alguns produtos de beleza e higiene que possuem esfoliantes apresentam as microparticulas de plástico de polietileno ou polipropileno, que ao serem despejadas no ralo podem fazer um grande estrago nos oceanos.

Após uma pesquisa realizada em rios e lagos dos EUA, pela ONG 5 Gyres Institute, constatou-se que havia cerca de 500 mil microesferas de plástico em um quilômetro quadrado. Um dos problemas é que essas microparticulas medem entre 0,004 a 1,24 milímetros, sendo facilmente confundidas com alimentos por peixes e outras criaturas aquáticas, que acabam tendo seus estômagos obstruídos.

Essas microesferas são capazes de absorver outros poluentes tóxicos da água, como os PCBs, pesticidas e óleo de motor. Quando ingeridas pelos organismos, essas toxinas entram na cadeia alimentar, causando riscos à saúde dos animais e do homem.

Como essas microparticulas são realmente muito pequenas, acaba sendo difícil remove-las totalmente da água, até mesmo nas estações de tratamento. Por tanto é muito mais fácil  parar de despeja-las do que retira-las.

Alguns fabricantes como a Unilever, L’Oréal, e Johnson & Johnson já assumiram o compromisso de eliminar progressivamente as microesferas de polietileno ou polipropileno, porém a matéria prima continua disponível no mercado, sendo utilizada até em receias caseiras.

É essencial compartilhar essa informação para que as pessoas parem de comprar produtos que tenham essas microesferas e saibam que é possível substitui-las por produtos naturais como argila e cristais de quartzo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *