Brasil já cumpre meta de 2020 do Acordo Climático de Paris

De acordo com o relatório apresentado pelo Sistema de Estimativa de Emissão de Gases de Efeito Estufa (SEEG), do Observatório do Clima, o Brasil emitiu 1,533 gigatoneladas de gases do efeito estufa em 2014, marca abaixo da estipulada para 2020, que seriam 2 gigatoneladas. Isso significa que já está cumprida a meta brasileira de 2020 do último Acordo Climático de Paris, que tem como objetivo combater o aquecimento global.

Devido ao combate ao desmatamento nos últimos anos, o Brasil é o país que mais reduziu a emissão de gases do efeito estufa no mundo. As emissões caíram de mais de 3 bilhões de toneladas em 1991, para pouco mais de 1 bilhão de toneladas em 2014. No entanto, outros setores como energia também merecem atenção, pois têm aumentado consideravelmente suas emissões.

unnamed

Segundo publicação no site do SEEG, na INDC (Pretendida Contribuição Nacionalmente Determinada) o Brasil também propôs: restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de matas, recuperar 15 milhões de hectares de pastos degradados, atingir até 33% de energias renováveis não-hidrelétricas na matriz e zerar o desmatamento ilegal na Amazônia até 2030. Para os pesquisadores do SEEG, essas metas podem ser ainda mais ambiciosas se o governo brasileiro se dispor a ratificar sua proposta e combater o desmatamento não só na Amazônia, mas em todo território, podendo assim alcançar até 2030 metade da meta atual.

“A mensagem é que há espaço para o país aumentar seu grau de ambição climática, especialmente zerando o desmatamento”, disse Carlos Rittl, secretário-executivo do Observatório do Clima. Isso colocaria o país no rumo de adequar sua meta ao esforço necessário para limitar o aquecimento global em menos de 2oC – a proposta do Brasil, como a da maioria dos outros países, é insuficiente hoje. “Nossa recomendação ao governo é que realize o ajuste agora para refletir os novos dados e assuma desde já o compromisso, em conjunto com outros países, de rever suas metas em 2018 para aumentar seu grau de ambição.”

Leia o relatório-síntese do SEEG 2015 aqui.

O Acordo

O Acordo Climático de Paris, que aconteceu em 2015, envolve quase 200 países e é o único acordo multilateral sobre as emissões crescentes de carbono, que são apontadas como razão para as elevações das temperaturas do planeta. Nesse acordo os países apresentaram suas propostas, as INDCs, para diminuir os gases que provocam o efeito estufa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *