Ativista de 15 anos faz a diferença na vida de crianças refugiadas

Ela tinha apenas 10 anos de idade quando sentiu que precisava fazer alguma coisa para mudar o mundo. Então, com seu amor, sua voz, composições e violão, Ingrid Soto se colocou à disposição da ONU, para ajudar a melhorar a vida dos refugiados, especialmente das crianças. Depois de assistir inúmeros noticiários sobre as guerras e suas vítimas, ela enviou um e-mail ao Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil, com uma de suas composições, “Paz e União”, pedindo para atuar nas causas humanitárias e dizendo:

“O mundo está em guerra social, psicológica e precisa se unir pela paz.”

E foi assim que a pequena moradora de Valinhos, interior de SP, se tornou parceira da ONU no Brasil, fazendo diversas campanhas de conscientização e entrega de brinquedos e livros para os pequenos refugiados.

Hoje, com 15 anos, Ingrid já possui poemas e várias composições sobre o tema, além de continuar tocando suas campanhas e conscientizando, não só as crianças, mas também milhares de adultos. “Sempre vou às escolas com meu violão e quebro o tabu sobre o verdadeiro significado de ‘Ser Refugiado‘. Eu incentivo as crianças e jovens a doarem brinquedos e livros em prol das crianças refugiadas que chegam ao Brasil. Desta forma também desperto a consciência da reutilização dos brinquedos e livros em bom estado, além de levar esperança e amor às crianças marcadas pelas guerras”, diz a jovem pacifista, que já participou da Rio+20, Conexões Globais, Festival Mundial Master Peace e recebeu prêmios como: Honra ao mérito Presidente Salvador Allende, Moção de reconhecimento como jovem líder, entre outros.

Veja a reportagem exibida pelo programa Fantástico, há dois anos, sobre uma das campanhas da ONU, representada por Ingrid, no Brasil:

E vc, o que está fazendo para mudar o mundo hoje?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *